quinta-feira, 1 de março de 2012

            
               A vitória na vida reside também na força da luta do dia-a-dia. O olhar de duas crianças criadas numa comunidade que, através da arte da dança e da poesia, mostram a possibilidade de um futuro melhor. “O Menino, a Goiabeira e a Porta-bandeira” apresenta o cotidiano dos moradores de Renascer, que sobem e descem as escadarias com seus sonhos e esperanças. Inspirem-se na musicalidade de João e no bailado de Suelen! A goiabeira firme e forte registra e testemunha  o tempo e as sucessivas gerações.

Um comentário:

  1. Sônia H. Nakamura30 de março de 2012 16:27

    A primeira frase que li " Hoje o sol pediu licença para a chuva". Seu livro chegou ontem à tarde aqui no sítio, recebido com as flores do dia a dia, bromélias, orquídeas, rosas, jaqueira ainda sem frutos, goiabeira com goiabas caindo no telhado... a vida também renasce por aqui! Recepção normal. O inesperado ficou por conta da ora-pro-nobis que nunca tinha florido e resolveu se fazer conhecer bonita, linda com uma porção de florzinhas brancas em apenas em três dos seus galhos! E recebeu assim o MENINO, A GOIABEIRA E A PORTA-BANDEIRA! Seu livro é lindo! Capa, cor, papel, ilustrações lindas e letras agradáveis e gostosas de acompanhar. Seu escrever é lindo! É uma viagem na imaginação, na realidade, nos sentimentos, nos valores, " sementes que, um dia, plantaram as primeiras gerações" Poeta em prosa e verso, parabéns!!! Seu livro é vida, bem-vinda!!!

    ResponderExcluir